Diário

3 Tinder Dates (furados)

Mais um post contando os causos do Tinder aqui na zoropa, pois passei perrengue? Passei, mas me diverti pra caramba também, haha! Esses três dates abaixo foram tão curtinhos e passageiros que nem vale a pena dedicar um post só pra eles, então vai tudo junto:

1) D., o Irlandês
Bom, deu o match e conversamos um pouco por uns dias, acho que por uma semana ou algo assim. Ele foi um dos meus primeiros dates (o segundo acho), e a gente tinha várias coisas em comum: ambos designers, gostávamos das mesmas bandas (a gente tinha ido inclusive ao mesmo show, do Libertines, dias antes do encontro), filmes, etc… Ele parecia uma pessoa engraçada e não tava forçando a barra, tanto que o convite pra tomar uma cerveja veio bem natural e eu topei.

Cheguei no lugar, que é um restaurante/ bar meio fancy aqui de Dublin, ele já tava lá na porta me esperando, e de longe até achei ele bonitinho, mas ele tava MUITO FEDIDO. Tipo cheirando cecê mesmo. Poxa, né? Vamos nos esforçar só um pouquinho, o que que custa? Decidi dar uma chance, sentamos pra conversar e sabe quando o papo não flui e tem aqueles silêncios extremamente constrangedores? Então, e a gente teve altas falhas de comunicação pois eu não entendia o sotaque dele e nem ele o meu, e em certa altura do date, ele começou a fazer piadas meio racistas (???) e não dava a hora do meu ônibus nunca. Eu já tava com o saco na lua, e falei que precisava ir embora, ele ainda se ofereceu pra me levar no ponto (???) e eu só queria sumir. No dia seguinte ainda tentei ser educada e ver se a torta de climão era coisa da minha cabeça e e mandei mensagem agradecendo pelo date e pela cerveja e ele nunca mais me respondeu, haha. Fim.

2) C., o Norte-americano
O C. tava passando uma semana de férias em Dublin, então quando deu o match ele já deixou claro isso e disse que tava procurando compania pra passear pela cidade. Eu vi pelo perfil dele que ele era músico e também curtia umas coisas em comum, e também no perfil dele dizia que ele tinha 1,75m. Veja bem, isso no próprio profile e eu nem perguntei nada pois apesar de preferir caras mais altos já tive um namorado baixinho, e quando a pessoa é legal, isso fica em segundo plano, né? Marquei de buscar o rapaz no hostel que ele estava hospedado, uma sexta à noite, e quando eu chego lá… ele era bem mais baixo que eu (que tenho 1,65m) e ainda tava usando uma bota que tinha um saltinho, haha, ou seje? No final das contas o que me irritou foi o fato dele ter mentido, sabe?

Mas eu já tava lá, então fomos tomar uma pint e aí eu percebi como eu passei a amar o sotaque irlandês, pois ele falava tudo extremamente devagar como se eu fosse uma estúpida. Chegou um ponto da noite que ele quis ir pra uma balada e eu querendo fugir achando que ele ia me agarrar e eu não tava nem um pouco interessada. Eu disse que tava cansada e isso já era quase 4 da manhã. No centro de Dublin existem os ônibus noturnos, e eu peguei o ônibus errado, HAHA. Era o último ônibus, eu já tava sem bateria no celular e com 5 euros no bolso e eu só fui perceber quando já tava la na rodovia vendo minha casa passar do outro lado, hahaha! O motorista ficou com dó de mim e me deixou descer no meio do nada, e fui andando os 3 kilômetros até chegar em casa, pela rodovia num frio de lascar. Que noite errada.

3) W., o outro Irlandês
A primeira frase que o W., me escreveu no Tinder foi bem engraçada e a conversa toda foi super interessante. Tanto que no dia seguinte ele já me adicionou no Whatsapp e passamos uma semana conversando direto, e aí finalmente marcamos de sair. Ele trabalha de sábado, então decidimos nos encontrar por uma horinha antes do trabalho dele e foi super bacana o primeiro date! Lembro que me despedi e voltei pra casa e ele já mandou mensagem dizendo que queria me encontrar novamente.

Nessa noite, eu já tava me preparando pra ter uma balada muito louca assistindo GOT, quando a Taís me liga dizendo que tava indo pro centro ficar bem doida e que era pra eu ir também. Bom, eu tava naquele época de dizer sim pra tudo e aceitei. Então, quando tô lá nas minhas pints, o W. me envia mensagem novamente dizendo que tinha terminado o trabalho e que se eu tivesse no centro ele gostaria ainda de me ver naquela mesma noite. Achei fofo, né? Levei a Taís e o Lindo pro date, haha.

Terminamos a noite no ponto de ônibus com um beijo e eu achando que #agora #vai e finalmente tinha encontrado alguém legal. Daí em diante sempre que eu tentava marcar algo ele dizia que não podia, e foram quase duas semanas assim, até que um dia ele se desculpou e me chamou pra tomar um café. Hora e lugar marcados, eu lá plantada e quem disse que o bonito apareceu? RISOS.

Fiquei puta da vida, mas fazer o que, né? Deixei pra lá. Até que tipo um mês depois tô lá no Tinder de novo e o profile dele aparece. O bonito ainda por cima tinha me dado unmatch! Resolvi dar like de novo só pra ver qual que era e adivinha? MATCH. HAHA. Dá pra acreditar? Aí ele me manda mensagem assim como se nada tivesse acontecido marcando outro date! Eu disse que ele era doido e ele questionou o motivo de eu falar isso e eu só respondi:

W., darling, I’m not thank you (eu não sou obrigada)

Ainda depois disso, eram vários matchs e unmatchs, até que um dia ele cansou e me deletou de todas as redes sociais, haha.

13903372_759812064748_417590999963739680_n

4 Comments

  1. Taís

    August 9, 2016 at 1:59 pm

    HAHAHAHAHA Miga sua loka!!
    Ri muito aqui lembrando desseses causos.. eu nao lembrava muito do primeiro e nem que ele tava fedendo hahaha sem or!
    Mas nossa o Sr. W tinha um parafuso a menos na cabeça, certeza!
    “A Taís me ligou pra dizer que tava indo pro centro ficar bem doida e era pra eu ir também”
    “Levei a Taís e o Lindo pro date”
    Haahahahahhahaa eu ri alto aqui, parece que essas loucueas foram há tanto tempo, sddsss
    Seu beda ta lindo e vou ir ler os outros posts. Bju :*

  2. Vy

    August 9, 2016 at 3:07 pm

    Tinder rendendo bizarrices pelo mundo afora, hahaha!

    Mas coitado do americano, as vezes é o jeito dele falar (o Kevin dos Bsb parece um retardado dando entrevista)! O sotaque irlandês é uma das próximas fronteiras da minha vida. Já dei unlock no inglês, no escocês e no australiano (além do americano/canadense que é o que a gente tá acostumado aqui anyway), mas acho que esse tá nível desafio hard!

  3. Maíra Sobieski

    October 5, 2016 at 3:49 am

    Ameeeeei os causos! HAHAHAHAAH RI MUITO ALTO <3

  4. Lorena

    August 4, 2017 at 7:28 pm

    ‘I’m not thank you’ foi a melhor coisa que eu li hoje AHHAHAHAHA

Leave a Reply