Mochilão - América do Sul, Viagens

Peru: Valle Sagrado de los Incas, Chincheros, Maras, Moray y Salineras

Esse post é dividido em dois dias: 1) um dia antes de Machu Picchu, onde visitamos o Valle Sagrados de los incas e 2) um dia DEPOIS de Machu Picchu, que conhecemos Maras, Moray, Salineras e Chincheros!

Juntei esses dois dias em um post pois não tenho muitas fotos de cada um dos lugares e também por que o dia do tour de Maras y Moray são poucas horas. :)

Bom, quando você fecha o pacote a ideia é as ruínas irem ficando mais legais conforme chega em Machu Picchu, mas nosso roteiro ficou diferente pois não tinha mais ingresso pra Machu Picchu no dia que teríamos disponível, então fizemos Moray depois, apesar de ter achado lá super legal e bonito.

Eu digo Valle Sagrado, mas ele é composto por mais lugares, mas nesse dia conhecemos as ruínas de Pisac e Ollantaytambo (da onde pegamos o trem, depois). A gente viu muito cemitério do povo Inca, onde eles estocavam comida e seus pertences, etc. Uma curiosidades: os mortos eram enterrados com suas riquezas (ouro, arte, roupas), por isso muitas tumbas foram saqueadas na chegada dos espanhóis.

moray11

moray10

moray08

moray07

moray06

moray05

moray04

Já no passeio APÓS Machu Picchu, começamos conhecendo o povoado de Chincheros, que olha, tava dando nada, mas foi uma das partes mais legais das ruínas próximas a Cuzco! Fomos em um vilarejo onde as mulheres ensinam como são feitas as peças com lã de alpaca, desde a lavagem, até o tingimento, tudo natural, com legumes, folhas, flores, e até insetos. As mulheres eram muito simpáticas, e eu sei que é tudo coisa pra turista ver, mas elas me pareceram realmente se importar com sua cultura e tradição, foi muito legal!

Depois de Chincheros, conhecemos as ruínas de Moray, que são esses círculos em diversas profundidades e muito grandes e altos! Os Incas usavam espaços assim como uma espécie de laboratório, onde eles estudavam como cada planta se comporta em determinada altura, devido a variação de temperatura e vento. Também uma das ruínas que mais gostei, algumas estava em reforma, então não podia descer (como se eu conseguisse, nessa altura do campeonato, haha). E depooois de Moray, fomos visitar as Salineras, onde o povoado faz extração de sal. Cada família é dona de um poço, e de lá tiram seu sustento.

Foi bacana também, mas eu estava tão cansada ainda de Machu Picchu, que não via a hora de voltar pra Cuzco e dormir um pouco. Nesse dia, compramos algunas presentes que faltavam e comemos um montão, além de visitar a rodoviária atrás de passagem para La Paz, para o dia seguinte.

Aliás, não deixem para comprar passagem na praça principal, onde tem diversas agências. Pesquisamos em algumas e os preços variavam de 90 a 120 soles, mas na rodoviária, conseguimos por 60 soles! Não lembro a empresa, mas era bus cama (fomos embaixo), e tinha cobertor. Continuo contando mais no próximo post, de volta a Bolívia e a última cidade do mochilão. :(

moray18

moray17

moray16

Montanha nevada, ao fundo, essas paisagens são de tirar o fôlego

moray15

moray14

moray13

moray12

4 Comments

  1. BA MORETTI

    September 2, 2014 at 4:39 am

    ai, quero me teletransportar pr’esses lugar tudo

  2. Jeniffer G

    September 2, 2014 at 12:51 pm

    Que lugar mágico! Parece que a paisagem está nos contando segredos, histórias.

  3. Natália

    September 5, 2014 at 2:31 pm

    Por favor, coloquem em um porta retratos na sala, essa foto de vocês dois com os ponchos e os chapéus! <3

  4. Karyne

    October 13, 2014 at 6:24 pm

    As suas fotos de viagens são lindas demais!!!

    Blog do Sofá

Leave a Reply